O caçador de pipas

Oi gente, hoje eu queria falar sobre algo diferente. Quero falar sobre meu livro preferido, apresentar ele para vocês.

Como está no título, meu livro preferido é “O caçador de pipas”, não sei se vocês conhecem.

7610664280_b1d4df8cff_b

O livro retrata a história de dois meninos que são quase opostos, um é filho da empregada e o outro filho do patrão, um homem muito rico, e mesmo nessa situação adversa eles formam uma incrível amizade, que irá passar por grandes provações.

Não é por ser meu livro preferido, mas eu nunca li nada de ruim sobre ele.

Esse livro marcou muito a minha vida, eu o li pela primeira vez há quase 4 anos, e consigo lembrar de todos os detalhes, das frases.

O autor consegue expor com tanta beleza e detalhes a personalidade dos dois que chega a ser mágico, você se envolve com o jeito de ser dos personagens. Eu amo a exploração do Oriente Médio que ele faz, nos mostrando com tantos detalhes que até parece que estamos dentro do livro, ele sempre faz isso em seus livros.

A percepção de que os personagens são humanos e tem falhas, que gerarão dor futura é incrível, eles são reais.

É um livro muito lindo, mas no qual você irá se sentir bastante triste, pois os personagens são muito envolventes, e é impossível não se apegar a eles de tal forma. Impossível não se apaixonar por Hassan, um menino doce, extremamente honesto e gentil; Amir que mesmo com seus erros consegue nos fazer amá-lo também, é até compreensível considerado todas as cobranças e atitudes do pai com ele.

Quanto ao amadurecimento dos personagens, é sensacional. Acredito que o Khaled Hosseini é um mágico, só assim para escrever dessa forma, com tanta solidez, firmeza, maturidade e claro simplicidade.

É um livro cheio de emoções principalmente amargas, chega a ser difícil falar sobre ele, pois ele nos traz aquela sensação de que a vida não é justa, é um livro real, triste, belo, simples, que com certeza vai acrescentar muito na sua vida.

Eu vi recentemente o filme do livro, não sabia que tinha. O filme também é muito lindo, mas a parte traumática do filme, não foi tão forte como no livro, já por ser uma situação bem forte. O desenvolver do livro é muito mais sólido, mas vale a pena assistir também.

Eu indico muito esse livro, por ser incrível (haha), e por proporcionar uma visão completamente diferente do Oriente Médio, além de mudar sua visão da vida, percebendo que aquilo é de verdade, que não temos uma vida perfeita, e nem somos perfeitos; e que nunca, nunca será tarde para reparar um erro.

Abri a boca e quase disse algo. Quase. O resto da minha vida poderia ter sido diferente se eu tivesse dito alguma coisa naquela hora. Mas, não disse. Só fiquei olhando. Paralisado.

O final é lindo, eu chorei por três dias. É isso, espero que curtam e leiam o livro. Foi uma tentativa de resenha (não sei se deu certo), até sexta.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s